Mito 2: Pesquisa é caro.

08.11.2016

 

Há estudos que comprovam que o impacto positivo de ganhar dinheiro é muito menor do que o impacto negativo de perder dinheiro. O que isso tem a ver com pesquisa de mercado? Lançar uma campanha, criar uma marca, fabricar um novo produto  (o que envolve maquinário e matrizes) pode custar milhões. Caso a marca ou produto fracasse, poderá custar mais milhões.

Se existe uma ferramenta disponível que oferece conhecimento sobre o público e o mercado, e que atua como guia para soluções mais eficazes para gerar resultados positivos da empresa e representa um investimento infinitamente menor que muitos outros processos, por que muitas empresas (especialmente as gaúchas) ainda não fazem pesquisa?

 

Por exemplo, o caso do McDonald's, que em 1996 lançou o Arch Deluxe, um sanduíche voltado para adultos e mais sofisticado, "The Burger with Grow Up Taste" (o hambúrguer com gosto de adulto). Foi feita uma série de comerciais na televisão e anúncios para divulgação do produto. Quanto dinheiro foi gasto neste lançamento, que falhou e rapidamente foi tirado do cardápio? O que pode ter colaborado para o seu fracasso? Primeiro, venderam uma imagem sofisticada para uma rede de fast food que simplesmente não comunica isso. Segundo, era mais caro que os demais. Terceiro, as propagandas mostravam crianças dizendo "yuchy" (nosso "éééca") para o hambúrguer, sendo que elas são o principal público-alvo da rede. Mostrar o desgosto para um produto talvez não seja a melhor estratégia para promovê-lo. São muitas informações que não fazem sentido para imagem formada pelos consumidores, quando se pensa em McDonald's. Então eu me pergunto, será que foi feita uma pesquisa de mercado qualitativa que foi além da degustação do novo sabor? Comparando o valor de uma pesquisa versus o valor gasto com toda concepção, lançamento e comunicação do Arch Deluxe, a pesquisa não parece ser um ótimo investimento ou um custo mínimo?

Mensurar o resultado de uma pesquisa talvez seja algo complicado, mas parece fácil mensurar um fracasso de algo que não envolveu um estudo.

A pesquisa pode não garantir 100% do sucesso de um produto, serviço, campanha, mas com certeza ela vai mitigar erros que podem causar um rombo nas planilhas do financeiro. A construção civil parece saber bem sobre isso. É um segmento que investe em pesquisa e que já entendeu que o valor da pesquisa se dilui dentro do VGV (valor geral de vendas). Poderia ser considerado até irresponsável não fazer um estudo se compararmos o valor da pesquisa com o faturamento de um empreendimento que atenda o seu público (que venderá mais rápido) e comunique de maneira adequada.

 

Além do mais, dependendo do escopo da pesquisa, existem várias alternativas que podem ser utilizadas, que não elevam os custos e não comprometem os resultados. Para quem está perdido, qualquer caminho serve, mas com o aumento da competitividade, é um custo muito alto estar perdido.

Please reload

Posts em Destaque

Não adianta parecer, é preciso SER.

April 17, 2017

1/10
Please reload

Posts Recentes
Please reload

Arquivo
Please reload

Procurar por tags
Please reload

    51 98108.2187
    51 99243.3331

    • Branca Ícone Instagram
    • White Facebook Icon
    • White LinkedIn Icon